FACULDADE DE LETRAS – Disciplina: PROJETO IV
Alunas: Brenda Ribeiro Avelar - Isabela Serrano - Stephany Cristina Ferreira da Silva

O artigo “A expansão do agronegócio no semiárido cearense e suas implicações para a saúde, o trabalho e o ambiente”, de Marcelo José Monteiro Ferreira e Mário Martins Viana Júnior, mostra que desde 2008 o Brasil lidera o ranking mundial dentre os países que mais importam agrotóxicos no mundo, sendo responsável por 86% do total consumido na América Latina. Somente no ano de 2010 a taxa de crescimento das vendas no país foi de 190%, enquanto no resto do mundo foi de 93%2 ocupando, assim, um lugar de destaque no cenário internacional como o mais importante nicho para o crescimento econômico das empresas transnacionais produtoras desses insumos químicos. Todavia, os números assinalados visibilizam as consequências dos efeitos deletérios dos agrotóxicos para a saúde humana e o equilíbrio ecológico, identificando um incremento das taxas de intoxicações por esses produtos. O estudo do relatado no artigo foi realizado na comunidade do Tomé, no baixo Jaguaribe, região do semiárido cearense. Nesse território há extensa área de monocultivo de banana, em que se pratica o uso intensivo de agrotóxicos via pulverização costal e aérea. O estudo permitiu que a comunidade aguçasse sua percepção quanto aos riscos correntes. Foram realizadas oficinas por meio das quais se pode experienciar o desenvolvimento da consciência coletiva dos sujeitos nos planos cultural, ideológico e político. O artigo pode ser utilizado para discussão em aulas de língua portuguesa e/ou para a prática de tradução. Na tradução, pode-se expandir o conhecimento de vocabulários específicos relacionados ao contexto de pesquisa e à temática.

Texto fonte: http://www.scielosp.org/pdf/icse/v20n58/1807-5762-icse-1807-576220150029.pdf.
 
 
TwitterFacebookGoogle+LinkedinVKPinterestTelegram